segunda-feira, março 13, 2006

Uma morte dá sempre lugar a uma vida que se inicia.

[Tinha-me entristecido o facto de haverem cortado a árvore defronte à minha janela, mas já plantaram uma outra ao lado. É apenas (ainda) um tronquinho esguio, de ar frágil, mas já enfeitado por umas poucas flores delicadas.]

2 comentários:

sonia disse...

Verdade, verdade. É a lei biológica da vida. É necessário a morte para haver vida.
beijinhos e obrigada pelos parabéns. :)

teresinha disse...

=)