quarta-feira, março 15, 2006

pArAbÉnS a Mim!

Pequeno poema

Quando eu nasci,
ficou tudo como estava.

Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.

As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...

Pra que o dia fosse enorme,
bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe...

Sebastião da Gama

5 comentários:

disse...

PARABÉNS A TI !!!!!!!!!! *****

teresinha disse...

Obrigada linda! =)

ana disse...

parabéns, teresinha!!

vem tarde mas vem sempre a tempo.

beijinhos doces, espero que o dia tenha sido feliz!

sonia disse...

UI, que tarde que eu venho. mas logo vi que por aqui andava mais uma peixinha.
beijinhos e muita felicidade para este novo ano de vida.

teresinha disse...

Muito obrigada meninas!! =)
Beijinhos ***