terça-feira, maio 23, 2006

Fuga.

Quando me sinto atolada em trabalho, esmagada pela preocupação dos prazos a cumprir, frustrada por ter que depender da (ir)responsabilidade de outros, enfim, encurralada no mundo do qual sou centro, gosto de ir para o jardim da faculdade. Aí concentro-me no chilrear dos pássaros, no murmúrio das folhas agitadas pelo vento, nas carícias do sol, e esvazio totalmente a cabeça.
Ver como sou um imenso mundo para a formiga que surpreendo a passear na minha mão, e como não sou mais que uma formiga na imensidão que me envolve, ajuda-me a encarar os problemas numa perspectiva diferente.

5 comentários:

Anónimo disse...

prima, já n aguento mais o stress da escola, queres fugir cmg por uns dias? =P

teresinha disse...

Sines já esteve mais longe ;)

Anónimo disse...

ja saiu o cartaz deste ano!

ana disse...

faço o mesmo. no jardim da faculdade, na praia, ao fim-de-semana, no parque com as crianças, no colo do meu irmão, dando colo a um bebé, enfim, sempre que preciso.

faz bem.

:)

teresinha disse...

=)