quinta-feira, maio 12, 2005

Tenho saudades...

Tenho saudades dos tempos em que não podia esperar por chegar à escola. Dos tempos em que todos os dias eram uma aventura.
Tenho saudades do tempo da experimentação, da novidade. Do tempo em que os meus amigos eram a minha família. Do tempo em que estar com eles era uma certeza de todos os dias.
Tenho saudades das risotas, das "voltas à escola", dos disparates, da "Lordes" e dos "nossos meninos".
Tenho saudades de passar o dia com as minhas amigas mas ainda lhes ligar ao chegar a casa para combinar o que íamos vestir no dia seguinte.
Tenho saudades das idas ao cinema quase todas as semanas.
Tenho saudades dos bilhetinhos no meio das aulas e de passar respostas no meio dos testes. Tenho saudades de saber uma semana antes o que cada uma de nós ia levar vestido à discoteca. E da emoção que era.
Tenho saudades de nos deitarmos no chão a apanhar sol nas horas de almoço de três horas.
Tenho saudades das nossas rifas aldrabadas e de vendermos fatias de bolo.
Tenho saudades de ir jogar Cluedo para a ludoteca. E do "saco dos valores" nos balneários.
Tenho saudades de ser criança e achar-me muito crescida. Tenho saudades de pertencer a um grupo. Tenho saudades do meu grupo.

5 comentários:

Vida disse...

Saudade é dos SENTImentos mais bonitos que se podem SENTIR! :)
bonito post, querida*

katt disse...

adorei seu blogg...
passa la no meu ...
eu moro no japan...e bom saber q tem outras pessoas no mundo q gostam de poesia como eu...
bye

Anónimo disse...

=)))))))))))))))))
incrivel como o que escreveste me tem passado pela cabeça tantas vezes nos últimos tempos. também tenho muitas saudades. muitas mesmo. estou cada vez mais sozinha. se isto é crecer, então n quero.era tão bom... que boas recordações! ainda bem que és minha pima. tadoro!
ouvi dizer que o tempo não volta para trás. vamos tentar relembrar o antigamente de vez em quando?

JöCöökïë disse...

Faço minhas as tuas palavras... E se é isto que realmente significa "crescer", então não quero mais! Tenho mesmo muitas saudades, ai, como tudo era tão bom... Só agora, acho que, estou a dar o devido valor :s Pois bem, só quando se perde algo é que se sente a falta que faz... E faz realmente muita falta... Oh tempo, volta atrás!!! ***bjs*** T*

filipe disse...

e um dia vais ter saudades do dia em que escreveste isto :)
*