terça-feira, agosto 29, 2006

O meu Tobias é:

Claustrofóbico. Não há quem o consiga manter mais de 10s ao colo; e, em fechando uma porta, é vê-lo correr para tentar abri-la com o focinho.
Orelhudo. As suas orelhas, ao invés de se manterem espetadas para trás (qual coelhinho “a sério”), pendem para o chão, conferindo-lhe aquele ar tão ternurento. E não há coisa mais doce do que vê-lo compenetrado a lavar as orelhinhas.
Esperto. Se é fechado na gaiola – apetecendo-lhe passear um pouco mais – atira a tigela da comida para o chão, chamando a si as atenções. Para não falar do facto de fazer as necessidades numa casa-de-banho própria (é um asseio, este coelhinho!).
Lanuginoso. Tem um pelo macio, que apetece acariciar. E o que ele gosta de carícias! Derrete-se nas nossas mãos e, se não ficou satisfeito, dá umas marradinhas deliciosas, como que a pedir mais mimos. No final, a nossa merecida recompensa são umas lambidelas afectuosas.
Homem e basta”. De manhã, quando lhe abro a portinhola, corre furiosamente de volta dos meus pés, fazendo um som curioso (semelhante a um zumbido), a cortejar-me descaradamente.
Ocioso. A sua principal ocupação é deixar-se estar estendido no chão, na companhia de alguém, normalmente aos meus pés. Se a sua companhia muda de sítio, lá vai ele a saltitar atrás.

Image Hosted by ImageShack.us

3 comentários:

Anónimo disse...

Tenho saudades dele. :) bias, te para o ano

teresinha disse...

Ele manda-te um beijinho lol Custa-me sempre tanto deixá-lo aí.. mas sei que fica nas melhores mãos :)

eduardo disse...

Esta descrição do Bibas é deliciosa e continua actualizada (2008) :)